mãe_tranquila_maternidade_real

Cinco aprendizados para dias mais exigentes

Todo mundo pode ter (e terá) “um dia daqueles”. Seja em algum momento da gravidez, no caos do pós-parto, na vida com filhos pequenos ou em outra fase da vida. Dias que testam a nossa capacidade de lidar com as emoções, tomar decisões e de fazer o que precisa ser feito, mesmo que o dia pareça não colaborar. Recentemente, passei por uns dias desses e compartilho neste post cinco coisas que me ajudaram a passar por esses dias mantendo a saúde e o bem-estar (meu e dos meus familiares).

1 . Reconhecer os próprios limites.

Ao longo dos anos, descobri que tinha a tendência de abraçar o mundo e acabar me comprometendo com muita coisa que gostaria de fazer, sem olhar tanto para o meu tempo disponível, o que causa sobrecarga e frustração, para mim e para os outros (ah, o autoconhecimento!). Então, seguir atenta aos limites, possibilidades e disponibilidades é um gesto de cuidado para si e para quem amamos.

2. Pedir ajuda

Seja para tarefas mais práticas seja para conversar sobre sentimentos e dificuldades, alivia muito a sobrecarga. Se não der para fazer tudo, peça ajuda. Por aqui, coloquei em prática muito do que escrevi sobre isto neste post (recomendo a leitura).

3. Abrir mão do controle.

Ao delegar tarefas, escolhi conscientemente reconhecer que a outra parte faz o melhor que pode com as condições que tem e que não sairia exatamente igual ao que eu faria (diferentes pessoas, diferentes bagagens e olhares) e tudo bem, não é porque é diferente que tem menos valor. E essas ajudas fizeram uma diferença ENORME para mim.

4. Escolher o caminho do meio.

Sei que nem sempre é fácil, mas pode trazer pontos de leveza mesmo para dias mais exigentes. Nesta semana, muitas rotas precisaram ser recalculadas e precisei optar por escolhas mais simples do que as que normalmente faria. Então, basicamente, coloquei em prática muito do que está neste post aqui.

5. Sempre que possível, manter pequenos hábitos de autocuidado.

Com o aumento da exigência desses dias, abri mão de alguns comportamentos de autocuidado, mas mantive outros, como: garantir uma alimentação equilibrada (e saudável), manter-me hidratada, seguir com as horas de sono, escrever no meu journal. Uma vez que uma das minhas bandeiras aqui no Maternar mais leve é descomplicar o autocuidado, procuro mostrar que ele pode ser feito em pouco tempo e que pode ser do jeito que mais faça sentido para si (veja este post aqui).

Sobre este post

O texto original foi escrito por Ana Carolina Braz (Maternar mais leve ®). Todos os direitos reservados. Se usar o conteúdo, cite a referência. Imagem: Banco de imagens do Canva.

PS: Já está sabendo que o e-book “Em casa com crianças pequenas: 40 ideias de brincadeiras simples” foi relançado? Receba o seu gratuitamente por aqui.

Comentários

Cadastre-se e receba materiais gratuitos que contribuirão para um maternar com mais leveza e menos culpa.

    • Siga o Maternar mais Leve no Instagram

      Ajudo mães a descomplicarem a maternidade.
      Mais leveza e menos culpa.

      Ir para o Instagram

      This error message is only visible to WordPress admins

      Error: No feed found.

      Please go to the Instagram Feed settings page to create a feed.