casal_grávido

6 coisas para viver enquanto se espera

A gravidez é um momento de intensas transformações para a mulher, o bebê, o casal, a família. Algumas vivências serão exclusivas desta fase e merecem ser registradas, também há decisões que precisam ser conversadas e tomadas durante este momento. Neste post, compartilho seis sugestões do que você pode viver enquanto está à espera do bebê. Vamos?

1. Busque informações sobre gravidez, tipos de parto, pós-parto, amamentação, sono do bebê, desenvolvimento no primeiro ano de vida.

Como há muito material disponível (e por vezes são contraditórios), escolha as informações preparadas, avaliadas e divulgadas por especialistas. Se possível, participe de cursos de preparação para o parto (peça indicações à obstetra e à equipe que a acompanha) e grupos de gestantes.

2. Cuide de si.

Reserve um tempo para si, descanse, faça as atividades de que gosta, desacelere (se possível!). A sua saúde e o seu bem-estar físico e emocional importam! Caso queira saber mais sobre a importância de olhar para si mesma durante a gravidez, veja este post aqui.

3. Passe um tempo de qualidade com seu companheiro.

Aproveitem esse tempo da espera para momentos de intimidade, cumplicidade e companheirismo. Portanto, conversem sobre si, sobre as expectativas e os sentimentos que têm, façam as atividades de que vocês gostam. Se precisar de sugestões, recomendo que leia este post aqui.

4. Caso já tenha um filho, aproveite esse tempo com ele.

Construam memórias felizes juntos, mantenham a rotina que vocês gostam, conversem, brinquem. Além disso, envolva-o nos preparativos para a chegada do bebê. Há um tempo escrevi este post sobre como ajudar a criança mais velha nesta fase, sugiro a leitura dele.

5 . Registre as lembranças da gravidez.

Assim como no item anterior, construa as recordações da sua gestação. Então, documente esse período tão especial com fotografias, anotações (que podem ser partilhadas ou não), vídeos.

6. Organize-se para o enxoval

Antes de comprar, pense e pesquise bastante sobre o que faz sentido ter e sobre o que é compatível com o orçamento reservado para isto. Assim, converse com outras pessoas, avalie os produtos, reflita sobre o que é essencial para que tudo o que for adquirido seja realmente utilizado. Frequentemente as pessoas acabam por comprar mais do que o necessário, de modo que um conjunto mais enxuto de itens (que possam ser aproveitados mais e por mais tempo) pode ser uma escolha bastante estratégica.

Sobre este post

O texto original foi escrito por Ana Carolina Braz (Maternar mais leve ®). Todos os direitos reservados. Se usar o conteúdo, cite a referência. Imagem: Banco de imagens do Canva.

Comentários

Cadastre-se e receba materiais gratuitos que contribuirão para um maternar com mais leveza e menos culpa.

  • Siga o Maternar mais Leve no Instagram

    Ajudo mães a descomplicarem a maternidade.
    Mais leveza e menos culpa.

    Ir para o Instagram

  • LYMP Design