Mãe_real_maternidade_leve

Cinco coisas sobre a maternidade real

Em algum momento do seu maternar, é bem provável que você já tenha lido ou ouvido sobre a “maternidade real”. Além disso, tenho (quase) certeza de que você se sentiu acolhida ao ver que outras mães também erram ou não dão conta de tudo. Como é bom saber que não estamos sós, não é? No entanto, às vezes a “maternidade real” pode parecer meio vaga demais. Por isso mesmo, selecionei cinco (possíveis) características da famosa maternidade real. Vamos lá?

Cinco coisas da maternidade real

1 – Gentileza. Você pode ser gentil consigo própria e com seus erros. Assim, todas nós vamos errar em algum (ou alguns) momentos e, mesmo que seja uma situação desconfortável, podemos tirar dela algum aprendizado. Maternidade não é livre de erro.

2 – Consciência dos limites. Você está autorizadíssima a reconhecer seus limites. Muitas de nós abraçam o mundo e mais um pouco e depois acabam inevitavelmente muito cansadas (e frustradas porque não deu para fazer tudo). E mais: E não é preciso, sabe porquê? Você não se resume às coisas que faz.

3 – Zero comparação – Como são bem variadas as escolhas e as realidades de cada mãe real, comparar não vai ajudar muito. Portanto, ao invés de olhar para as outras mães, busque ser a sua própria referência. (Se você gostou do assunto, recomendo a leitura deste post aqui)

4 – Muita descomplicação – Uma vez que você já sabe que errar faz parte, que você pode e deve conhecer/respeitar seus limites e que cada mãe = uma realidade, dá, sim, para simplificar. Como? São várias possibilidades: refeições com preparo mais simplificado, descomplicar organização da casa, a rotina, as atividades, as brincadeiras, e por aí vai. (Procurando inspiração para descomplicar o cotidiano? Então veja esse post  aqui )

5 – Ajuda – Pedir ajuda não é sinal de fraqueza nem de defeito. Já que não tem como dar conta de tudo, então uma hora ou outra você vai delegar, pedir ajuda, colocar outras pessoas para colaborar. (Sem saber por onde começar? Recomendo a leitura deste post aqui )

Importante lembrar!

A lista não acaba aqui e também não acho que exista um único jeito de maternidade real (ufa!). Como aqui no Maternar mais leve levo muito a sério a ideia de que NÃO existe a cartilha da mãe perfeita, tanto é que uma das minhas frases favoritas é o “Feito é melhor que perfeito” (que, inclusive, virou filtro no Instagram: feito>perfeito).

Novidade boa!

Muito em breve  (em Agosto!), teremos o lançamento da segunda turma do minicurso online de Autocuidado Materno. São oito aulas (para você ver no seu tempo e ritmo) em vídeo mais uma live tira-dúvidas comigo e o acesso a uma comunidade exclusiva para as alunas do curso. Se quiser saber mais, escreva-nos: falecom@maternarmaisleve.com

Sobre este post

O texto original foi escrito por Ana Carolina Braz (Maternar mais leve ®). Todos os direitos reservados. Se usar o conteúdo, cite a referência.

 

Comentários

Cadastre-se e receba materiais gratuitos que contribuirão para um maternar com mais leveza e menos culpa.

  • Siga o Maternar mais Leve no Instagram

    Ajudo mães a descomplicarem a maternidade.
    Mais leveza e menos culpa.

    Ir para o Instagram

  • LYMP Design