Sexo e maternidade

Sexo e maternidade – 4 coisas que toda mulher precisa saber

Decidi falar sobre sexo a partir da repercussão do post anterior, sobre dificuldades em engravidar (se ainda não leu, leia aqui). Se você sempre quis falar sobre o assunto, mas sentia vergonha, ou se tem sido um ponto que a incomoda no momento, então venha ler quatro coisas sobre sexo e maternidade que toda mulher (tentante, grávida, puérpera, mãe ou nenhuma das alternativas anteriores) p-r-e-c-i-s-a saber.

1. A satisfação com a vida sexual tem muita importância para sua saúde e bem-estar, das mulheres e dos homens.

Para muita gente, pode parecer “frescura”, mas não é. A sua vida sexual também importa (e muito!) para sua saúde emocional, mental e física. E atenção: aqui não estou me refiro à cartilha da vida sexual perfeita, mas sim sobre o quanto você se sente satisfeita com a vida sexual no momento – e o que satisfaz pode variar tanto de pessoa para pessoa.

2. Uma em cada quatro mulheres (!!!) relata insatisfação com sua vida sexual.

E quando falo em insatisfação, estou me referindo à falta ou ao excesso, ao desconforto e/ou à dor no começo, meio ou fim da atividade sexual, com impacto em uma ou mais das fases (desejo, excitação e/ou orgasmo). Homens também podem se sentir insatisfeitos com a sua vida sexual nestes mesmos aspectos.

3. Falar sobre sexo (e a satisfação ou insatisfação com ele) ainda é difícil.

Muitas mulheres sentem vergonha em falar sobre isso – e muitos profissionais de saúde sentem-se constrangidos em abordar este tema durante as consultas. Embora ali, no contexto de consulta/sessão poderia ser uma oportunidade muito boa para conversar sobre esta dimensão importante para a saúde como um todo.

4. (In)Satisfação sexual e dificuldades para engravidar.

No caso dos casais com dificuldade para engravidar (ou na primeira gestação ou em uma posterior), a insatisfação sexual pode ser maior do que em casais sem dificuldades. O que não é surpresa, uma vez que o sexo pode ficar associado ao estresse, cobranças por um desempenho que produza o resultado esperado e também a eventuais percepções de falha ou erro.

Lembrete

A insatisfação sexual também pode surgir durante a gravidez, o pós-parto ou em outros momentos da vida com filhos, tanto para as mães como para os pais. Assim como outras áreas de sua vida, a vida sexual também merece ser olhada e cuidada com carinho e respeito.

PS: Gostou do tema? Fique atenta que logo ele volta em outras fases da maternidade!

Sobre este post

O texto original foi escrito por Ana Carolina Braz (Maternar mais leve ®). Todos os direitos reservados. Se usar o conteúdo, coloque a referência. Imagens: banco de imagens do Canva.

Comentários

Cadastre-se e receba materiais gratuitos que contribuirão para um maternar com mais leveza e menos culpa.

  • Siga o Maternar mais Leve no Instagram

    Ajudo mães a descomplicarem a maternidade.
    Mais leveza e menos culpa.

    Ir para o Instagram

  • LYMP Design